Criatividade e Solidariedade – Batkid combate o crime em São Francisco

Miles Scott, 5, um garoto que tem leucemia, ganhou um presente da fundação ‘Make A Wish’, que realiza desejos de crianças com doenças graves: 11 mil voluntários criaram uma ‘Gotham City’ em São Francisco para que ele combatesse o crime vestido de Batman.

Criatividade e Solidariedade - Batkid combate o crime em São Francisco
Criatividade e Solidariedade – Batkid combate o crime em São Francisco

[xyz-ihs snippet=”02mp”]

Miles Scott, 5, ganhou um presente da fundação “Make A Wish”, que realiza desejos de crianças com doenças graves. O garotinho, de Tulelake, na Califórnia, é paciente de leucemia.

E já que o sonho de Miles era ser o Batman, a fundação reuniu 11 mil voluntários para criar uma “Gotham City” em São Francisco, para que ele pudesse combater o crime.

A polícia da cidade colaborou com a ideia e convocou Miles para ajudar a salvar uma mulher que estava em perigo, amarrada nos trilhos do trem.

Acompanhado do Batman adulto, o Batman-mirim saiu em seu Batmóvel para salvar a dama em perigo.

Miles contou também com a ajuda de seu fiel escudeiro Robin, seu irmão caçula.

Após salvarem a dama em perigo, os heróis descobriram que era tudo obra do vilão Charada, que foi levado pela polícia.

Miles fez tanto sucesso na cidade que acabou ficando conhecido como o “batkid”.

Miles Scott, 5, foi diagnosticado com leucemia quando tinha apenas 18 meses. Com a ajuda da fundação Make-A-Wish e da cidade de São Francisco, ele realiza seu sonho e transforma-se em Batkid
Miles Scott, 5, foi diagnosticado com leucemia quando tinha apenas 18 meses. Com a ajuda da fundação Make-A-Wish e da cidade de São Francisco, ele realiza seu sonho e transforma-se em Batkid

 

O jornal local "San Francisco Chronicle" criou uma edição especial para a ocasião
O jornal local “San Francisco Chronicle” criou uma edição especial para a ocasião
O Batkid não poderia combater o crime sem seu Batmóvel
O Batkid não poderia combater o crime sem seu Batmóvel
A pequena Kayla, 5, e seu pai, Daniel, aguardam a chegada do Batkid
A pequena Kayla, 5, e seu pai, Daniel, aguardam a chegada do Batkid
Policial de San Francisco aguarda a chegada do Batkid em sua moto
Policial de San Francisco aguarda a chegada do Batkid em sua moto
Miles Scott, o Batkid, chega para combater o crime acompanhado pelo Batman
Miles Scott, o Batkid, chega para combater o crime acompanhado pelo Batman
Batman e Batkid se preparam para combater o crime nas ruas de Gotham City; São Francisco transformou-se na cidade fictícia para realizar desejo da criança, que teve leucemia
Batman e Batkid se preparam para combater o crime nas ruas de Gotham City; São Francisco transformou-se na cidade fictícia para realizar desejo da criança, que teve leucemia
 avó do Batkid e seu irmão mais novo acompanham sua performance; o caçula está vestido de Robin
avó do Batkid e seu irmão mais novo acompanham sua performance; o caçula está vestido de Robin
Batkid chega para salvar dama em perigo
Batkid chega para salvar dama em perigo
Batkid resgata mulher em rua de Gotham City; multidão acompanha a ação
Batkid resgata mulher em rua de Gotham City; multidão acompanha a ação
Pessoas exibem cartazes de apoio ao Batkid
Pessoas exibem cartazes de apoio ao Batkid
Pessoas exibem cartazes de apoio ao Batkid
Pessoas exibem cartazes de apoio ao Batkid

 

Multidão acompanha o dia do Batkid; São Francisco transformou-se em Gotham City para menino
Multidão acompanha o dia do Batkid; São Francisco transformou-se em Gotham City para menino
Multidão acompanha Batkid e Batman, que andam de Batmóvel pelas ruas de São Francisco
Multidão acompanha Batkid e Batman, que andam de Batmóvel pelas ruas de São Francisco
Após salvarem a dama em perigo, os heróis descobriram que era tudo obra do vilão Charada
Após salvarem a dama em perigo, os heróis descobriram que era tudo obra do vilão Charada
Batkid e Batman são aplaudidos após prender Charada, que promovia roubo a banco
Batkid e Batman são aplaudidos após prender Charada, que promovia roubo a banco
Policiais acompanham o Batkid após prisão do Charada
Policiais acompanham o Batkid após prisão do Charada

Fonte : F5

O Fantástico mostra uma história que vai emocionar você. Como foi que um menino virou um super-herói e salvou uma cidade inteira das garras do mal?

“Batkid. Batkid. Batkid. Batkid”, grita a multidão.

Milhares de fãs torcem por ele.

“Eu espero que você salve a todos nós”, diz umagarota.

Até o presidente Barack Obama se juntou ao coro: “Vamos lá Miles, nós temos que salvar Gothan”.

Em 24 horas Miles, de 5 anos, escreveu uma nova página na história da cidade. Mobilizou milhares de pessoas na sexta-feira, colocou atrás das grades vilões que sempre escaparam das barras da Justiça.

Tudo pronto para o início das aventuras do mais novo herói da saga Batman. Miles vai salvar uma donzela.

Com a confiança de um super-herói, ele faz o sinal de que está pronto para enfrentar os vilões ao lado do Homem-Morcego.

O primeiro chamado é para salvar a donzela que está amarrada a uma bomba nos trilhos do trem. O Batkid supera os obstáculos e chega a tempo, para delírio dos moradores de Gotham City.

Não há tempo para descanso. O Charada está roubando um banco. Lá vai nosso herói para cumprir seu dever. Ele surpreende o criminoso e evita o assalto.

Mais uma missão cumprida. O Charada vai passar uma temporada na cadeia.

Uma parada rápida para o lanche, que ninguém é de ferro. Mas, espera aí: a multidão grita por ajuda: “Batkid. Batkid. Batkid”.

O Pinguim tinha roubado o mascote da cidade: a Foca Lou. E estava fugindo. O Batkid mais uma vez deixou tudo de lado para enfrentar os criminosos. Entrou no Batmóvel e iniciou a perseguição ao vilão.

Depois de muito trabalho, a foca foi libertada. O Pinguim também acabou preso e o mundo voltou a ficar mais seguro.

A multidão acompanhou durante todo o dia o passo a passo das façanhas de Miles, que conquistou o carinho e o respeito da cidade de San Francisco, ou melhor, da Gotham City criada especialmente pra ele.

Até o Pinguim se rendeu à força de Miles: “Ele é um símbolo de esperança e amor para o mundo”.

E ainda foi simpático com a gente: “Alô, Brasil”.

As aventuras de Batkid ganharam a primeira página do principal jornal da cidade. Ele recebeu, das mãos do prefeito, a chave de San Francisco, na Califórnia. Quer dizer, de Gotham City. Virou agente do FBI – a Polícia Federal Americana – com direito a distintivo, identidade e a tradicional jaqueta.

“De um lutador contra o crime para outro: eu digo ‘obrigado, Batkid’. Seus amigos do FBI saúdam você”, afirma um homem do FBI.

Aos dois anos de vida, Miles passou a enfrentar uma leucemia linfóide aguda. Um tipo de câncer que afeta a produção dos glóbulos brancos e vermelhos do sangue, mas que tem cura na maioria dos casos. Entre sessões de quimioterapia, o menino se apegava a um sonho: salvar a cidade dos bandidos com a ajuda do Batman.

Centenas de doadores e milhares de voluntários reunidos pela fundação “Make A Wish” – faça um pedido – deram esse presente ao garoto. Heróis anônimos que enviaram uma mensagem de esperança e amor as pessoas do mundo inteiro que sofrem com o câncer. Pessoas como Laura Clausen, que há um ano e meio vive o difícil dia-a-dia da luta contra a doença, mas que reuniu forças para ir às ruas vibrar com o Batkid.

“Ele é uma inspiração para muita gente. Isso tudo me deixa muito animada”, destaca.

O chefe da polícia anunciou: “Daqui pra frente, 15 de novembro passa a ser o Dia do Batkid em San Francisco”.

E também o dia em que a solidariedade criou imagens inesquecíveis para um garoto, exemplo de que é possível vencer o câncer.

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.